Home
 Equipe
 Galeria de fotos
 Histórico
 Localização
 O Rebanho
 Alimentação
 Catálogo de vendas
 Caprinforma
 Cotações
 Curiosidades
 Dicas
 Notícias
 Raças
 Receitas
 Sanidade
 Técnicas
 Web Links
 Livro de Visitas
 Contate-nos

Você pretende ampliar seu negócio de Caprinos?

Sim               
Não               

  

 
 
 
Advertisement
 
 
De Olho na Doença   Versão para Impressão  Enviar por e-mail 
20 05 2005
É sempre bom gastar alguns minutos para prestar atenção nos animais enquanto eles alimentam-se. É bom observar também os excrementos e a maneira de urinar. Observar a respiração e ficar familiarizado com o ritmo dos animais em tempo quente e em tempo frio.

Como eles movimentam-se e como movem as orelhas e a cabeça. Familiarizado com esses detalhes, será fácil para que o criador perceba quando algo está errado. Se o animal não está agindo direito é porque alguma coisa não está bem.

A seguir são colocados alguns problemas e o que fazer em cada caso. Primeiro, todavia, é necessário que se conheçam alguns dados sobre os tratamentos com antibióticos:

Os antibióticos são drogas utilizadas para tratar doenças bacteriológicas. Não são eficazes contra doenças provocadas por vírus ou por acidentes. Mesmo assim, freqüentemente são utilizados para prevenir um ataque de bactérias. Os antibióticos têm um tempo residual de purificação pós-tratamento. Este o tempo é necessário para que o animal fique totalmente "limpo" e, então, possa ser abatido.

Quando os animais forem enviados para o abate é importante consultar o tempo residual, caso seja tratado com antibióticos como a tetraciclina. Geralmente, esse prazo é de 28 dias. É importante ler sempre a bula dos medicamentos sobre o tempo residual. A dosagem também é importante. Muitas drogas não apresentam dosagens específicas para ovinos ou caprinos. Essa não é uma falha apenas dos laboratórios brasileiros, acontece no mundo inteiro. Toda droga tem a concentração escrita na bula. Por exemplo: a penicilina pode ter uma concentração de 200.000 unidades por ml (cc). A dosagem é de 10.000 unidades (80 x 10.000). Assim, é necessário aplicar 4 cc de penicilina (800.000 dividido por 200.000). Nem a menos e nem mais, a não ser que receba instruções claras do veterinário.

A acidose - é causada por excesso de alimentação com grãos. As bactérias no rúmen fazem ácidos a partir dos carboidratos presentes nos grãos. Se muito ácido é formado, acaba sendo absorvido pela corrente sanguínea e provoca uma acidez no corpo inteiro. Esta pode ser uma situação de vida ou morte.

A acidose severa é semelhante a uma pneumonia que aparece muito rapidamente. O animal de uma hora para a outra fica muito deprimido. Pode ser tratado como se fosse pneumonia, mas convém acrescentar cerca de 0,5 litro água numa garrafa de refrigerante com 02 tabletes de bicarbonato de sódio. Dê lentamente ao animal, para que ele tenha tempo de engolir. Repita esta operação muitas vezes durante o resto do dia. A água sodificada vai curar o animal e levantá-lo. Se ele começar a ficar deprimido novamente, dê mais água com bicarbonato. Se continuar por muito tempo é uma boa idéia consultar o veterinário, pois alguma coisa poderá estar acontecendo ocultamente.


Fonte: Revista O Berro Nº 76 Abril/2005.



 
Voltar para Principal
 

Nós temos 16 convidados online

 
2009293 Visitantes

 
Alimentação
Confira a importância da alimentação, na criação de caprinos, dicas e MAIS !!!
 
Cotações
Sessão contendo as Cotações de Caprinos atualizadas...
Confira !!!
 
Dicas
Confira agora mesmo a nossa sessão de dicas
Clique aqui !!!
 
Receitas
Você quer conhecer algumas receitas de caprinos?
Acesse aqui !!!
 
Sanidade
Análise do rebanho para verificação de possíveis doenças.
CONFIRA AQUI !!!
 
Créditos
Créditos