Home
 Equipe
 Galeria de fotos
 Histórico
 Localização
 O Rebanho
 Alimentação
 Catálogo de vendas
 Caprinforma
 Cotações
 Curiosidades
 Dicas
 Notícias
 Raças
 Receitas
 Sanidade
 Técnicas
 Web Links
 Livro de Visitas
 Contate-nos

Você pretende ampliar seu negócio de Caprinos?

Sim               
Não               

  

 
 
 
Advertisement
 
 
Febre Aftosa - Perguntas e Respostas   Versão para Impressão  Enviar por e-mail 
19 10 2005

A febre aftosa é uma doença causada por seis tipos diferentes de um vírus da família Picornaviridae, gênero Aphthovírus, altamente contagioso, que provoca febre e feridas na boca e nas patas de bois, porcos e ovelhas.

Branda, passa em 15 dias e quase nunca mata - apenas 5% dos animais contaminados morrem. No entanto, causa enormes prejuízos econômicos. Durante as duas semanas do ciclo da doença, há uma queda de 40% na produção do leite. Como fica com a língua dolorida, o animal contaminado pára de comer e emagrece.

Como ocorre o contágio?

O vírus da febre aftosa não se espalha apenas pelas secreções, excreções, carne, ossos e leite dos animais contaminados, mas também pelo ar e pela água. Até uma sola de sapato pode dar carona para o vírus de uma fazenda para outra.

O que fazer para evitar a doença nos rebanhos?

O Centro Pan-Americano de Febre Aftosa, da Organização Pan-Americana da Saúde - braço da Organização Mundial de Saúde (OMS) na América Latina -, recomenda que as "atividades de vacinação sejam efetuadas com a maior cobertura possível, em períodos que levem em consideração a mobilização dos bovinos". No Brasil, o gado deve ser vacinado de seis em seis meses, a partir do 3º mês de idade, e antes de qualquer viagem. Quando um foco da doença é detectado, a única maneira de se evitar que a febre se espalhe pelo Estado inteiro é matando todos os animais num raio de 25 quilômetros. Além disso, a fazenda contaminada precisa ser isolada (com a entrada e saída de pessoas, produtos e animais proibida) e veículos e máquinas, desinfetados.

O governo brasileiro tem alguma política para erradicar a doença?

Sim. A Campanha Nacional de Vacinação contra Febre Aftosa acontece duas vezes por ano e tem como meta erradicar a doença do país em dois ou três anos, segundo o Ministério da Agricultura. O governo também realiza campanhas nos Estados para conscientizar os criadores da importância da imunização periódica do gado.

Há risco para os humanos?

A doença é inofensiva para os humanos. O homem, no entanto, transmite o vírus sem saber que está contaminado.

Quais os casos da doença mais recentes ocorridos no Brasil?

Em 1999, houve um surto de febre aftosa em Naviraí, no Mato Grosso do Sul, que foi erradicado com o sacrifício de milhares de animais e a posterior vacinação dos rebanhos. Em agosto de 2000, a doença ressurgiu no município de Jóia, no Rio Grande do Sul, provocando prejuízos de milhões de dólares. Em 2004, apareceram dois casos isolados - um no Pará, no primeiro semestre, e outro no Amazonas, em setembro. No dia 10 deste mês, foi descoberto um novo foco no MS, desta vez na cidade de Eldorado. O Estado era considerado zona livre da doença pela OIE (Organização Mundial de Saúde Animal) desde 2001.

Quais foram os casos mais recentes da doença no mundo?

Em 2001, quando a crise mundial provocada pelo mal da vaca louca começava a ser esquecida, surtos de febre aftosa surgiram em vários países da Europa, começando pela Inglaterra. A doença chegou então à América do Sul, atingindo principalmente a Argentina e o Uruguai. O Brasil, que já tinha sido afetado pela doença um ano antes, conseguiu escapar do contágio fechando as fronterias para a carne importada de países contaminados.

Quando e onde surgiu a febre aftosa?

O primeiro caso da doença no mundo foi registrado em Verona, na Itália, em 1514, onde o gado era criado em áreas florestais. Acredita-se que o vírus tenha origem em matas silvestres. No Brasil, a doença foi detectada pela primeira vez em 1764.


Fonte: Veja On-line e extraida do site da Ascooper.

 
Voltar para Principal
 

Nós temos 8 convidados online

 
2545789 Visitantes

 
Alimentação
Confira a importância da alimentação, na criação de caprinos, dicas e MAIS !!!
 
Cotações
Sessão contendo as Cotações de Caprinos atualizadas...
Confira !!!
 
Dicas
Confira agora mesmo a nossa sessão de dicas
Clique aqui !!!
 
Receitas
Você quer conhecer algumas receitas de caprinos?
Acesse aqui !!!
 
Sanidade
Análise do rebanho para verificação de possíveis doenças.
CONFIRA AQUI !!!
 
Créditos
Créditos