Home
 Equipe
 Galeria de fotos
 Histórico
 Localização
 O Rebanho
 Alimentação
 Catálogo de vendas
 Caprinforma
 Cotações
 Curiosidades
 Dicas
 Notícias
 Raças
 Receitas
 Sanidade
 Técnicas
 Web Links
 Livro de Visitas
 Contate-nos

Você pretende ampliar seu negócio de Caprinos?

Sim               
Não               

  

 
 
 
Advertisement
 
 
Linfadenite Caseosa   Versão para Impressão  Enviar por e-mail 
21 01 2005
A Linfadenite Caseosa é uma doença infecto contagiosa causada por um micróbio, que invade o organismo do animal, formando abscessos contendo pus amarelo-esverdeado, podendo levar a morte nos casos de abscessos internos.

A doença causa grandes prejuízos devido à queda da produtividade, à condenação de carcaças e desvalorização das peles.

A transmissão é feita através do contato direto com o abscesso de animais doentes, ou indiretamente através da ingestão de água e alimentos contaminados com o pus do abscesso.


1- Conheça os sintomas da linfadenite:

Abscessos (caroços) localizados nas regiões onde se encontram os linfonodos.

2- Conheça o controle da linfadenite:

- higienizar periodicamente as instalações;
- evitar aquisição de animais com abscessos;
- tratar qualquer tipo de ferimento para evitar contágio;
- fazer inspeção periódica do rebanho e retirar os animais com abscessos;
- isolar os animais que apresentam abscessos;
- tratar os animais que apresentam abscessos.

3- Trate o caroço:

O caroço deve ser tratado antes que se rompa espontaneamente, pois o pus do abscesso se constitui num foco de contaminação.

- Atenção:
O caroço deve ser aberto quando os pêlos na área do abscesso começarem a cair.

- Precaução:
Na abertura do caroço deve-se utilizar luvas para evitar contaminação com o pus.

4- Reúna o material:

Algodão, gaze, papel toalha, água, sabão, tesoura, solução de iodo a 10%, mata bicheira, pinça, bisturi ou um canivete afiado, aparelho de barbear, álcool, saco plástico luvas.

5- Lave a área do abscesso com água e sabão.

6- Raspe os pêlos da área do abscesso.

7- Passe álcool e iodo na área do abscesso.

8- Faça um corte em toda a área do abscesso.

- Atenção:
O corte deve ser feito com canivete ou bisturi no sentido de cima para baixo.

9- Pressione o abscesso para retirar todo pus:

- Atenção:
O pus deve ser recolhido em saco plástico ou papel.

10- Faça a limpeza interna do abscesso com pinça ou gaze:

- Atenção:
Esta limpeza é necessária para garantir a retirada total do pus.

- Coloque solução de iodo a 10% dentro do abscesso;
- Coloque o repelente de moscas;
- Isole o animal tratado até completa cicatrização da ferida.

- Atenção:
1- A gaze utilizada e o pus retirado do abscesso devem ser queimados e enterrados para evitar contaminação do ambiente e dos animais;
2 – O canivete, bisturi ou gilete e a pinça devem ser lavados com água e sabão e desinfetados com álcool.


Fonte: Sudene/Senar.


 
Voltar para Principal
 

Nós temos 63 convidados online

 
1708617 Visitantes

 
Alimentação
Confira a importância da alimentação, na criação de caprinos, dicas e MAIS !!!
 
Cotações
Sessão contendo as Cotações de Caprinos atualizadas...
Confira !!!
 
Dicas
Confira agora mesmo a nossa sessão de dicas
Clique aqui !!!
 
Receitas
Você quer conhecer algumas receitas de caprinos?
Acesse aqui !!!
 
Sanidade
Análise do rebanho para verificação de possíveis doenças.
CONFIRA AQUI !!!
 
Créditos
Créditos